Por todo o mundo a mesma indicação NPK é utilizada em embalagens de fertilizantes. Na Holanda, ainda é possível escrever esta como peso do volume.

A maioria dos países abandonou este método de medição á anos.

 

O que é medido, exatamente?

No laboratório, o fertilizante é diluído e depois os valores dos (vestígios) – dos elementos é medido. Estes valores são depois convertidos numa tabela para as percentagens no fertilizante.

Na embalagem notamos os elementos nas percentagens mas também a percentagem daquela parte do elemento, que é completamente solúvel em água.

Claramente indicado na frente da embalagem está o valor N-P-K, expresso em percentagens do total do elemento.

 

O que é o valor N-P-K?

O valor NPK representa o rácio de nitrogénio (N), fósforo (P) e potássio (K).

O Nitrogénio é necessário para a fase de crescimento da planta. Isto assegura que a planta cresce bastante, e tem grandes folhas verdes e grandes flores/frutos. O Nitrogénio deve ser adicionado á planta cuidadosamente, para que não receba demasiado ou demasiado pouco.

Um excesso de nitrogénio causa um crescimento excessivo da planta. Em plantas floridas nota-se que está em demasia se não florir ou florir tarde.

Uma falta de nitrogénio rende um pobre crescimento com folhas pequenas e uma coloração amarelada-verde. Esta coloração é causada por uma falta de clorofila.

O Fósforo é necessário para a formação de proteínas na planta. A proteína assegura que o caule e os frutos se desenvolvem firmemente e que as sementes se tornam férteis. Também afecta a produção de vitamina nos frutos. O Fósforo tem ainda um impacto positive na formação da raiz.

Um excesso de fósforo inibe a absorção de metais tais como o ferro, cobre e zinco, resultando em defeitos de crescimento e folhas amarelas (clorose)

Uma falta de fósforo pode ser vista no crescimento e floração de uma planta. Esta irá ocorrer mais tarde e demorará mais tempo até a planta desenvolver frutos/flores. A planta também será menos resistente. Uma deficiência de fósforo identifica-se por uma descoloração vermelha-castanha das folhas.

 

O Potássio é necessário para a firmeza da planta. Para o desenvolvimento de amido e açúcar na planta esta precisa de bastante potássio. Também a floração e frutos e a sustentabilidade do fruto são influenciados positivamente. Uma colheita que produza muito amido e açúcar necessitará por isso de mais potássio.

Um excesso de potássio causa mais água na planta, mas também inibe a absorção de magnésio e boro a planta.

 

Uma falta de potássio causa doenças como as doenças fúngicas. As extremidades das folhas tornam-se castanhas e morrem, assim como a planta.

 

ww-webA diferença entre P/V (W/V) e P/P (W/W)

A designação P/V (W/V) significa Peso/Volume (Weight/Volume). Peso/Volume é um método de medição.

O fertilizante é dissolvido em água em volume. Por exemplo: pegue num litro de água de osmose e dissolva 1 ml de fertilizante. 1 litro de água de osmose equivale a 1 kg (é um dado adquirido). Esta água representa agora o peso (Peso (P)).

1 ml de fertilizante representa o volume (V)

 

A designação P/P significa Peso/Peso. Peso/Peso é o método de medição utilizado mundialmente, e também utlizado por nós.

Aqui, o fertilizante é dissolvido em água em peso. Por exemplo: pegue num litro de água de osmose, que já sabemos pesar 1 kg e dissolva 1 mg de fertilizante. Ambos estão agora adicionados em termos de peso. Isto dá-nos a medição em P/P.

 

Que valor irá agora mudar?

O valor familiar NPK na embalagem irá mostrar um valor menor no future imediato. Em vez de P/V atrás do valor NPK, irá agora ver P/P atrás do valor NPK.

Os valores parecerão menores, mas a receita e a dosagem vão continuar as mesmas. O seu produto de confiança vai continuar a trabalhar da mesma forma a que o habituou ao longo dos anos.

Na realidade nada vai mudar, exceto a embalagem.

 

Porque são os valores menores?

Os valores atuais são menores porque as gravidades específicas dos fertilizantes têm o seu próprio peso. Todos os líquidos têm pesos diferentes e apenas no caso da água de osmose 1 litro equivale exatamente a 1 kg. !:!

Lemos anteriormente que a gravidade específica da água de osmose é 1kg. Assim, cada fluido tem o seu próprio peso. Por isso não se pode dizer, como no caso da água de osmose, que 1 litro de fluido pesa de facto 1kg. Normalmente verifica-se que um líquido é mais pesado que a água, mas também pode ser mais leve. * Por exemplo: 1 litro de fertilizante pode pesar 1.12. E de um fertilizante diferente 1 litro pesa 0.98 kg.

Pode ver aqui que quando utilize 1 ml de um produto este não equivale diretamente a 1 mg do mesmo. Pode por exemplo * ser 1.12 mg ou 0.98 mg. Isto significa que a conversão P/V parecerá diferente se dissolver-mos 1 mg de fertilizante em 1 litro de água de osmose, em vez de 1 ml.

Exemplo: 1 ml de fertilizante, possuindo uma gravidade específica de 1.18 mg, irá render valores diferentes quando dissolvido em 1 kg de água de osmose do que quando 1 mg é dissolvido em 1 kg de água de osmose. Com 1 ml (= 1.18 mg) dissolve mais de 1 mg e por isso os valores são maiores.

 

* Exemplo:

1 ml (1.18 mg) de fertilizante liquido em 1 kg de água de osmose = P/V

1 mg (0.82 ml) de fertilizante liquido em 1 kg de água de osmose = P/P

 

Se tiver alguma dúvida depois de ler esta explicação, por favor contacte-nos através de sales@atami.com ou 0031 (0) 73 522 32 56

 

* = Um exemplo, os valores acima são fictícios porque cada líquido possui a sua gravidade específica.

- Diariamente.

- Semanalmente.

- Adicione 1x a cada 2 semanas á água de rega ou utilize durante a fase de floração da planta.